Retiro de meditação Vipassana, uma jornada de auto-conhecimento


No início de 2008, do dia 23 de janeiro ao dia 03 de fevereiro, fui ao interior do Rio de Janeiro, nas redondezas de Miguel Pereira, participar de um curso de meditação gratuito com a duração de 10 dias. O curso acontece num centro chamado Dhamma Santi onde é ensinada uma técnica de meditação chamada Vipassana.

Vipassana, que significa ver as coisas como realmente são, é uma das mais antigas técnicas de meditação da Índia. Era ensinada na Índia há mais de 2500 anos como um remédio universal para males universais, ou seja, uma Arte de Viver. Para aqueles que não estão familiarizados com a Meditação Vipassana, veja aqui uma Introdução à Vipassana pelo Sr. Goenka (em inglês ou em hindi) e leia também Perguntas e Respostas sobre Vipassana.

A técnica de Meditação Vipassana é ensinada em cursos internos no local (retiros) pelo período de dez dias, durante os quais os participantes aprendem as bases do método, e praticam o suficiente para experimentar resultados benéficos.

Os cursos não são cobrados – nem mesmo para cobrir os custos de acomodação e alimentação. Todas as despesas são pagas com doações de pessoas que, tendo feito o curso e experimentado os benefícios de Vipassana, desejam dar também a outros a oportunidade de usufruir desses benefícios.

Os cursos são ministrados em diversos Centros de Meditação e em locais fora dos centros em sítios alugados. Cada local tem o seu próprio calendário de cursos. Na maioria dos casos, a inscrição em cada um desses cursos pode ser realizada com um clique na data de um curso da lista de cursos que aparece no calendário.

Há diversos Centros na Índia e em outros lugares na Ásia; dez Centros na América do Norte; três Centros na América Latina; sete Centros na Europa; sete Centros na Austrália/Nova Zelândia; um Centro no Oriente Médio e um Centro na África, além de centros na Índia e no Nepal.

Veja aqui um mapa dos locais de cursos no mundo.

O que posso dizer, de minha experiência pessoal, é que ter participado desse curso de 10 dias foi um divisor de águas em minha vida. Não foi fácil permanecer 10 dias em silêncio, meditando aproximadamente 11 horas por dia, seguindo uma disciplina rígida, uma alimentação totalmente natural com poucas refeições por dia, e sem qualquer tipo de comunicação com o mundo exterior. Pensar em desistir é algo natural, e que passou algumas vezes pelos meus pensamentos, mas também pelos pensamentos dos outros estudantes. Alguns realmente desistem e vão-se embora ao longo do curso. Àqueles que persistem colhem benefícios tão grandes que nem me sinto capaz de classificá-los em valor.

Eu, ao sair do retiro, dobrei minha capacidade de concentração, agucei a minha memória, senti meu corpo bastante purificado e desintoxicado, multipliquei minhas energias, aumentei minha sensibilidade e percepção geral do mundo e das pessoas, melhorei a qualidade do meu sono, me senti em paz, com muito mais paciência e mais amor no coração. Além disso, sai de lá com grande fé na vida e na forma qual devo caminhar daqui por diante! Por isso um divisor de águas…

Pretendo voltar a fazer esse retiro, ao menos, uma vez por ano para renovar e fortalecer a prática de Vipassana no meu dia a dia. Posso dizer que, uma vez que voltei ao mundo de fora, não foi e nem está fácil manter a intensidade das chamas interiores que se acenderam em mim, durante as experiências do retiro. De qualquer forma, por mais que se perca a força, as chamas jamais se extinguem e a experiência vivida, viverá sempre onde quer que eu esteja.

Obrigado a todos que serviram e servem em Vipassana ao redor do mundo.
Obrigado Buda por ter nos ensinado essa grande ferramenta de auto-conhecimento.
Obrigado Deus por seu grande amor!

Agenda de cursos Vipassana no Brasil

Informações sobre o curso e sobre o centro Dhamma Santi

Mapa de Localização do Centro Dhamma Santi no Rio de Janeiro, entre a estrada que liga Vassouras a Miguel Pereira


Exibir mapa ampliado

25 comentários sobre “Retiro de meditação Vipassana, uma jornada de auto-conhecimento

  1. Oi Mateus,
    Me chamo Alexandre, e estarei realizando o meu primeiro retiro de 10 dias no dia 13 de agosto. Recebi a confirmação da minha inscrição hoje. Gostaria de dizer que foi muito encorajador o relato de sua experiência. Conheço vários tipos de meditação, já participei de retiro Zen, mas nunca consegui atingir um nível suficiente para que tivesse realmente a fé ( fé no sentido de confiança ) para continuar. Ao mesmo tempo que estou ansioso e empolgado sinto um pouco de medo se vou conseguir terminar o curso. Gostaria muito de saber de vc com mais detalhes as mudanças mais significativas que sentiu depois do retiro.
    Agradecendo desde já,
    Alexandre.

  2. Olá amigo Alexandre!

    Muito obrigado pelo seu comentário no post sobre Vipassana no meu blog.
    Fico feliz em saber que o relato de minha experiência tenha o encorajado
    a participar de Vipassana!

    Em primeiro lugar, de acordo com o que escreveu em seu comentário, posso
    crer que que você conseguirá terminar o curso e colherá grandes benefícios.
    Não tenha medo! Apesar de não poder dizer que seja fácil ficar 10 dias em
    silêncio, seguindo uma disciplina rígida, também não posso dizer que seja
    difícil. Pois, o fácil ou difícil, cada um constrói de acordo com seu plano
    mental e suas próprias expectativas.

    No entanto, se posso dar um conselho, o conselho é: “Siga até o fim!” Uma
    vez que esteja lá, complete os 10 dias. Cada dia, até o último, traz um um
    aprendizado importante na trajetória. Eu mesmo, fui percebendo novas visões
    até o último dia de exercícios.

    Quanto às transformações após o curso, muita coisa mudou e para muito melhor,
    mas posso lhe dizer que, somos humanos, e não é um curso de Vipassana
    que nos transforma em seres iluminados… mas é uma construção, passo a
    passo, dia a dia, praticando e mantendo a disciplina e a vigilância sobre nossa
    mente constantemente, diligentemente!

    Isso nos transforma um passo de cada vez, nos levando em direção a paz
    e a felicidade interior.

    Praticar Vipassana foi um marco em minha vida!
    Que você opssa manter seu coração aberto para receber essa grande luz no seu caminho!

    Um grande abraço e parabéns por sua decisão!

  3. gostaria de fazer o retiropara aprender a meditação vipassana,tenho o curso de reiki,e,acredito que muito vai me ajudar nos chacras,e,tambem em minha vida.envie-me endereço e tudo sobre local,assunto enfim quero me reenterar de tudo.obrigada

  4. Olá, Mateus. Tudo bem? Gostaria qual sua visão do vipassana depois desses meses todos? É possível seguir com o que você aprendeu no retiro “do lado de fora”? Obrigada pela atenção.

  5. Olá Celina!

    Como vai?

    Muito obrigado pela sua visita ao meu blog.

    Quanto à sua pergunta, eu acredito que é realmente possível,
    e até mesmo bastante simples, continuar aplicando a técnica
    Vipassana no dia a dia do “lado de fora” do curso.

    Basta apenas 1 hora por dia de quietude, concentração e observação.
    Apenas 1 hora.
    Ainda assim se não puder fazer todos os dias, tudo bem, praticando
    ao menos umas 3 vezes por semana, já se obtem grandes resultados.

    No entanto, vejo que a maior dificuldade não reside em Vipassana…
    Mas sim na disciplina, paciência, força de vontade e diligência do
    estudante. Mas o “lado de fora” é cheio de eventos e tentações que
    nos tomam o tempo e a atenção muito facilmente…

    Eu particularmente, não fui capaz de prosseguir como imaginei.

    Creio que o importante é não desanimar, e pretendo voltar ao
    retiro para uma segunda tentativa de entrar no ritmo e na disciplina
    tentando novamente trazer essa prática para o meu cotidiano.

    Você já frequentou Vipassana?
    Ou está pensando em fazer o retiro?
    Sinta-se a vontade casot tenha duvidas.
    Será meu prazer comungar contigo minhas impressões.

    Muito obrigado pelo contato e um grande abraço!

  6. Oi, Mateus. Obrigada pela resposta. Nunca frequentei Vipassana nem outro tipo de meditação. Há alguns anos assisti a um documentário sobre Vipassana em presídios na Índia e fiquei muito impressionada com a iluminação dos caras depois de todo o processo. Pensei: “eu também quero!”. Estou pensando em fazer o retiro agora. Será muito bom trocar informações com vc. Abs.

  7. Olá, Mateus,

    Muito legal seu relato do retiro.

    Pratico meditação vipassana diariamente, sozinha. Ainda não pude sair em retiro porque o apego aos meus filhos (um menino de 9 e uma menina de 6) é muito grande e eu não consigo me imaginar ficando 10 dias incomunicável, sem saber se eles estão bem.

    Entretanto, saiba que eu me sinto cada dia mais encorajada para ir assim que eles tenham autonomia suficiente para ficarem longe de mim pelo período. Praticando em casa, com todas as intercorrências que o ambiente traz (é o vizinho que faz barulho, o filho que fala dormindo, o telefone que toca de inopino…) já traz enormes benefícios, imagino 10 dias de isolamento. Com certeza é um divisor de águas.

    Obrigada por compartilhar.

    Namaste!

  8. Nunca tinha ouvido falar em meditação Vipassana até que uma amiga me convidou para fazer o retiro mas antes pediu que antes de dar a resposta eu visitasse teu blog e estou decidida a fazer o retiro. Quero ser um ser humano melhor e quem sabe este não é o caminho. Um grande abraço Mateus

  9. Olá Mateus,

    seu post continua rendendo frutos, através dele conheci a meditação vapassana e me encantei com a possibilidade de entrar em contato mais profundo com o EU.

    Estou fazendo minha inscrição para o próximo curso, e já convenci uma amiga a fazer também.
    Um grande abraço, e obrigada

  10. Oi Mateus
    Já faz 3 anos que fiz o curso de Viapassana, tive ali os melhores moventos de minha vida tenho 59 anos moro em Porto Alegre . Pratico todos os dias. abraços Claudio

  11. Mateus, fico muito feliz, quando vejo jovens falando sobre o curso Viapassana, meus dois filhos fizerem o curso, agora no
    no segundo semestre de 2008. O relato é que não é fácil, mas é muito, mas muito compensador, e que faleu a pena.
    Foi meus dois filhos e dois amigos deles, todos na faixa de 18 anos e os quatros foram até o final. Foi uma Vitória para nós, as mães, mas principalmente para eles.
    Após o curso o relacionamento em casa ficou muito melhor (os dois ficaram mais pacientes, entendem que as coisas tem sua hora para acontecer), eles amadureceram e passaram a dar maior valor a vida, as pequenas coisas, as coisas que nos cercam e que não damos valor no dia a dia, mas que são essas coisas que nos fazem felizes.
    Meu filho mais velho procura todo dia meditar, mas tbém não é facil, tem que ter disciplina, persistência e motivação.

    Mateus,um grande abraço

  12. Olá Mateus, gostaria de saber se,no momento mais conturbado de nossas vidas, em que tudo parece ruir emocionalmente, profissionalmente,espiritualmente,no momento que estamos tão frágeis, que a dor não passa nunca,eu encontraria força para percorrer meu caminho,no retiro vipassana?.
    Grata pela atenção Mateus,um grande abraço
    Cristina. 09/12/2008

  13. ola amigo, veja so, fiz o processo de 10 dias a alguns anos atrás, uma experiencia única incrivel!!! acontece com o passar dos anos deixei de praticar, entao, gostaria de saber o seguinte, aqui em sao paulo, ha grupos de pessoas que e encontram para pratica coletiva e se poderia me envair contato para tal?
    devo fazer o processo novamente?
    muito grato pela atenção!!! abrc…

  14. Alo Mateus

    Vejo que a meditacao vipassana esta muito concorrida pelo Brasil (se calhar e impressao minha). Por acaso fiz um curso de meditacao transcendental em 1999. Depois do curso, continuei a praticar, mas a motivacao comecou a diminuir de tal forma que acabei desistindo! Em 2003, comprei um livro de meditacao vipassana, um guia pratico e simples do Ven. Henepola Gunaratana. Voltei a praticar mas depois tornei a desistir. Hoje estou de novo a recomecar e ja no meu quarto dia. Sabes? vivo agora no meio de uma floresta em Mocambique, onde silencio e uma coisa que so Deusa sabe…pratico duas vezes ao dia, uma ao amanhecer e outra ao fim do dia por um periodo de 30 minutos. No fim de semana fiz 45 Minutos de meditacao (tinha tempo). Tenho visto pela internet cursos mas infelismente eu nao tenho como faze-lo porque ca nao ha! O que achas de uma pratica sem mestre? podemos trocar impressoes sobre meditacao vipassana?Um abraco

  15. estou agendada para o Vipassana…creio q a maior dificuldade a ser vencida será a disciplina. Tenho a certeza que a memória desses dias irá trazer a real possibilidade de estar em harmonia com o ego. namastê..

  16. Gente, fui ao retiro Vipassana de 18 a 29 de março. Conheci muita gente legal lá, que em sua maioria gostaram do curso. Cláudio

  17. Olá Mateus! Lhe devo agradecimentos pelo post.
    Ouvi falar sobre o Retiro Vipassana pela primeira vez em 2004. Um grande professor do curso de direito me recomendou e eu anotei o site em meu caderno. 3 meses depois tranquei a faculdade e este caderno simplesmente desapareceu.
    Como não lembrava o nome, não encontrei no google!
    Hoje, depois de 5 anos, resolvi tentar novamente e busquei por “10 dias” “silêncio” “auto-conhecimento” “RJ”… e foi assim q encontrei seu post e desta vez não vou perder!!!!

    Muito obrigada!
    Atenciosamente,
    Camila Belfort!

  18. Olá Camila! Puxa que legal saber disso. Parabéns! :-)
    É provável que anteriormente não fosse o seu momento de praticar Vipassana.
    E se você agora buscou, por iniciativa própria, esse é o momento certo.

    Sua mensagem me incentiva a prosseguir escrevendo no meu blog, coisa que tenho feito pouco ultimamente.

    Quando voltar de lá, não esqueça de passar por aqui pra deixar sua mensagem contando suas impressões sobre Vipassana.

    Um grande abraço e muita paz!

  19. Ola!!!! Mateus!,
    Gostaria de saber se existe alguma restrição a pratica do vipassana,para quem sofre de eplepsia?,
    Meu filho sofre desse mal,acredito que seria muito importante para ele percorrer este caminho,
    Antecipadamente agradeço!.,
    Um grande abraço,
    Cristina.

  20. olá….teno muita cuirosidade de ir, e ja mandei inscrição para 24 de fevereiro, mas será que vc pode matar uma curiosidade minha????o que acontece no quarto dia que muda alguma coisa….beijos e obrigada

  21. aló Mateus!
    sou do Paraguay, estou indo para o curso de meditaçao no dia 4 de agosto até 15 de agosto. Acho que vai ser uma experiencia única.. espero me sirva de muita ajuda..
    obrigado pelas dicas aqui expostas. (desculpe o meu mal portugues) abraço..
    Asunción – Paraguay.

  22. oi mateus, obrigada pelo seu post, muito encorajador. minha data de fazer o curso esta chegando, sou de belo horizonte e queria saber se chegando ao rio é fácil de chegar em miguel pereira. quanto ao curso, a minha grande preocupaçao nao é o silencio mas sim as refeiçoes. eu como pouco mas muitas refeiçoes ao dia.. como é a dieta no Dhamma Santi? obrigada!

  23. Olá, Mateus!
    Soube deste curso de meditação por uma amiga minha e fiquei muito interessada. Resolvi procurar na internet as informações sobre como participar, onde fica e tudo mais e fiquei mais empolgada ainda quando achei o seu blog.
    Estou com 24 anos e percebi que, apesar da pouca idade, a vida já anda tão corrida que não tenho tido tempo de pensar sobre ela, de me dedicar a minha espiritualidade, de parar um pouco e de fato meditar!
    Não sei como serão estes 10 dias de curso, principalmente por causa do isolamento e da incomunicabilidade, mas acho que será uma experiência incrível e extremamente enriquecedora. Um verdadeiro divisor de águas…
    Por isso, quis escrever e te agradecer por ter feito este blog, bastante informativo e com experiências próprias, que dá a chance de outras pessoas se conhecerem e trocarem idéias, expectativas, e tudo mais! Bem bacana mesmo!

    Thanks! Que você continue buscando o seu auto-conhecimento e iluminando pessoas a sua volta, e até mesmo aquelas que vc nem conhece, como é o meu caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>