Música com taças de cristal, harmônica de cristal ou harmonium

O Harmonium, é um instrumento bem diferente e interessante, composto basicamente de taças de cristal de diferentes tamanhos, que são preenchidas com água na medida correta para afiná-las para as notas desejadas. As taças são tocadas com os dedos molhados, deslizando sobre a borda de forma leve, deixando emitir a vibração do vidro e tomando o cuidado para não abafá-lo ao retirar o dedo, para que o som ressoe com clareza.

Este instrumento existe desde os tempos da renascença, sendo que Galileu Galilei escreveu sobre ele. Encontramos vários nomes para se referir ao mesmo instrumento, dentre ele: Armonium, Harmônica de cristal, Taças musicais, Harpa de cristal, Órgão de cristal, Copofone, Hidrocristalofone,  Cristalofone, entre outros.

Cristalofone significa instrumento que produz som a partir do vidro, e diz respeito mais a uma categoria de instrumento do que a um instrumento em si, já que existem outros tipos de instrumentos de vidro, tal como:

No vídeo abaixo, o artista está tocando a música Tocata e Fuga em Ré menor de Bach, em uma Harmônica de Cristal de forma excepcional. Assista para conhecer!

Estes instrumentos eram muito populares até 1830, quando começaram a cair em desuso. Realmente, não é um instrumento comum de encontrarmos alguém tocando por ai, mas imagino que seja muito interessante ouvir um desses ao vivo. Sentir a vibração super aguda das taças deve causar uma sensação bem gostosa. Ou não, dependendo da tolerância para agudos, já que algumas pessoas são bem sensíveis a sons muito agudos.

Mozart, Beethoven, e muitos outros compositores escreveram músicas para este instrumento. Realmente é um instrumento muito interessante!

Mateus Lopes

Sou engenheiro de software e desenvolvedor web e cloud, sou um apaixonado por tecnologia. Sou músico e ator por puro amor. Sou filósofo por filosofar, e espiritualista pela razão e dedução lógica das leis naturais. Sou meditador, praticante de yoga, estudante da vida e do amor. Sou um pouco de tudo o que já estudei e vivi, mas sou também todo o universo do potencial que há em mim!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *