Esculturas: Telemaníaco

Homem sem o escalpo da cabeça, cérebro exposto. De olhos escbugalhados assiste TV enquanto devora o próprio cérebro.
Escultura: Telemaníaco

O telemaníaco não sai de frente da televisão.

Seus olhos, já inchados, nem piscam,
para que não se perca um segundo,
daquela inútil e fútil programação.

Seu cérebro já lhe serve de alimento,
pois que não lhe dá maior proveito,
e é mais fácil consumi-lo na ilusão.

Assim segue solto como ao vento,
sendo abestalhado, subutilizado,
desmerecido, mas vivendo.

Vivo morto, mas vivendo!

Mateus Lopes

Mateus Lopes

Sou engenheiro de software e desenvolvedor web e cloud, sou um apaixonado por tecnologia. Sou músico e ator por puro amor. Sou filósofo por filosofar, e espiritualista pela razão e dedução lógica das leis naturais. Sou meditador, praticante de yoga, estudante da vida e do amor. Sou um pouco de tudo o que já estudei e vivi, mas sou também todo o universo do potencial que há em mim!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *